Uma experiência de desenho no espaço arquitetônico. A clarabóia do edifício foi pintada com guache preto, que depois foi retirado com uma espátula. Em Sem Título o desenho se faz através da luz. Quando dentro e fora se tocam. 

 

Nas palavras de Daniela Maura, autora do texto sobre o trabalho "O desenho abre uma janela pela qual a luz atravessa e se reflete no chão do espaço expositivo. E à medida que a luminosidade do dia aumenta ou diminui sua intensidade e se movimenta pela arquitetura externa do prédio, o desenho refletido-projetado terá diferentes características. Nesse contexto, a imagem que resulta no espaço interno do Paço das Artes tem na brevidade um fator determinante. E (…) a dialética do exterior e do interior se multiplica e diversifica em inúmeros matizes."